Operação Rei do Baião - 2010

projeto rondon logo

Formar alunos-cidadãos é um dos objetivos das práticas de Extensão em uma Universidade. Nessa perspectiva, o Projeto Rondon, iniciativa do Ministério da Defesa (MD) em parceria com as Instituições de Ensino Superior do Brasil, tornou-se uma das formas de extensão universitária mais promissoras no âmbito nacional, já que possibilita o contato de estudantes com comunidades carentes nas cinco regiões do País, para a promoção de atividades voluntárias em prol da melhoria dessas comunidades. Uma oportunidade que a Universidade Federal do Pará (UFPA) acaba de adquirir ao ser selecionada para atuar no município de Floresta, em Pernambuco, durante a Operação Rei do Baião, que acontecerá em julho deste ano.

 

Entre as mais de 270 propostas de trabalho analisadas pela Coordenação Geral do Projeto Rondon, a proposta intitulada “A educação como elemento para reflexão e adoção de medidas para qualidade de vida e bem-estar”, do Instituto de Ciências Biológicas da UFPA (ICB), foi uma das escolhidas para contemplar as atividades extensionistas previstas no conjunto “A” da Operação em questão, dentre as quais, destaca-se a capacitação de multiplicadores em saúde sexual de jovens, na prevenção da prostituição infantil e do uso do álcool/drogas, a capacitação de agentes de saúde em doenças endêmicas locais, entre muitas outras ações.
 

Para tais atividades, o Projeto Rondon prevê a participação voluntária de alunos que, neste caso, deverão ser graduandos dos cursos de Biologia, Biomedicina, Medicina, Enfermagem, Odontologia, Nutrição e Farmácia da UFPA. No total, são oito vagas disponibilizadas pelo edital lançado pela Pró-Reitoria de Extensão da UFPA (PROEX), por meio da Coordenação do Projeto  Rondon. As inscrições poderão ser feitas até sete de junho, na Secretaria da Faculdade de Ciências Biológicas da UFPA.  Confira o edital completo aqui.
 

Coordenada pelo professor do ICB, Edmar Tavares da Costa, a proposta da UFPA escolhida para atuar na Operação Rei do Baião foi elaborada especificamente para o Projeto Rondon, porém, espelha diversos projetos de extensão que estão sendo desenvolvidos nas Faculdades de Ciências Biológicas e de Biomedicina do ICB. Antes da viagem da equipe que comporá a proposta de trabalho do ICB, o coordenador Edmar Costa fará uma viagem precursora ao município de Floresta, no intuito de adequar a proposta aprovada pela Coordenação Geral às reais necessidades do município onde ocorrerão as ações.
 

Edmar Costa explica que, “em contato preliminar com a representante do poder municipal de Floresta, foram levantados problemas que se veem contemplados na proposta, tais como trabalho infantil, prostituição de menores, pedofilia, endemias locais, dificuldades de acesso à saúde e à educação, entre outros indicativos recorrentes em municípios pouco desenvolvidos”. Dessa forma, os discentes selecionados irão atuar como atores principais, com a supervisão e a participação dos professores, no desenvolvimento das ações extensionistas, depois de capacitados e treinados no período que antecede a operação de julho.
 

No encerramento, a equipe deverá apresentar um levantamento de campo (diagnóstico) na área de desenvolvimento social e uma proposta de plano para enfrentamento de um dos seguintes problemas: acesso à renda, exploração do trabalho infantil ou exploração sexual de crianças e adolescentes.
 
 

 

Telefones: (91) 3201-8562 / 3201-8362
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.